MTB sem fonteiras – Sugestões

Sou o tipo de atleta que participa das provas para engrossar o caldo.

Não sou daqueles que almejam pódio.

Mas sempre prestigio a provas de MTB e Speed.

Em relação a prova de Araxá quero primeiro defender o Vanderlei.

mtb sem fronteira 2007
Não é segredo pra ninguém que ele trabalhou como “exercito de um homem só”.

Como já foi dito organizar um evento não é nada fácil.

E ele vem ao longo desse anos promovendo o ciclismo em Araxá. Se não fosse por ele, Araxá não teria provas de expressão dentro do nosso calendário.

Mas é preciso trabalhar as falhas para não perder o prestígio da competição.

Fazer com que tudo saia como o planejado é o primeiro passo para que os competidores retornem e tragam novos participantes a cada ano.

bike fit - publicidade 04
Dentre os pontos que sugiro atenção são:

1) Horário de largada: O sol forte somado a baixa umidade foi um grande adversário.

Sugestão: Fazer a largada no horário previsto.

2) Falta de água no ponto de apoio:

Sugestão: Aumentar o fornecimento de água.

3) Demarcação da pista.

Sugestão: Em encruzilhadas, marcar o caminho certo com cal, sendo o correto com uma seta e o incorreto com X.

4) Falta de segurança: Os carros não obedeceram as faixas próximo a largada, pessoas transitavam na pista, faltou pessoas circulando ao longo da prova.

Sugestão: Fazer parcerias com os trilheiros de moto para dar maior suporte ao longo de todo trajeto, bem como na marcação. “E algo talvez utópico:” Fornecer mapinha do trajeto com orientações de segurança minutos antes da prova, para que não seja um salto no escuro.

5) Dificuldade na tabulação de inscrições (acredito que isso tenha atrasado a largada) e averiguação dos resultados.

Sugestão: Informatizar o processo.

Quanto aos competidores de Araxá terem sido privilegiados.

É sempre esperado que as pessoas da casa se saiam melhor pelo fato de já conhecerem o tipo de terreno.

No mais parabenizo o Vanderlei pela organização e amor ao esporte.

Te desejo perseverança para continuar promovendo eventos tão importantes para nós ciclistas amadores. Se não fosse por eventos assim, nos amadores, não teríamos a oportunidade de participar de competições.

E esteja certo de que na próxima corrida em Araxá estarei de volta.

E se precisar de ajuda e só pedir.

Carlos Menezes (www.biocicleta.com.br)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *